Textos categorizados 'marketing sensorial'

A marca na audição

Muito se tem falado atualmente sobre o tal marketing dos sentidos, brand sense, marketing sensorial, os cinco sentidos do marketing, e muitas outras terminologias dadas ao estudo do poder dos sentidos nas experiências e construção de grandes marcas.

Um estudo realizado pela Millward Brown em 2005 apontava que os sentidos se hierarquizam na seguinte ordem, do mais para o menos sensível: visão / olfato / audição / sabor / tato.

Apesar de as táticas de comunicação muitas vezes privilegiarem a visão, um estudo divulgado hoje nos mostra mais uma vez a importância dos outros sentidos na construção da marca.

O estudo, realizado pela Buyology Inc em parceria com a Elias Art, utilizou métodos de pesquisa neurocientífica para medir quais os sons mais poderosos e viciantes de nossos tempos. E a grande surpresa foi que, antes de sons marcantes do dia-a-dia, como cantos dos pássaros, barulho da chuva, buzinas e sinos de igreja, estão as assinaturas sonoras das marcas mais famosas do mundo.

Interessante do ponto de vista mercadológico: vale um esforço significativo na construção de uma assinatura relevante.

Assustador do ponto de vista social:a assinatura da Intel nos impacta mais do que o canto dos pássaros!

Seguem abaixo dois ranking resultantes da pesquisa:

OS MAIS VICIANTES SONS – MARCAS
1° Intel
2° National Geographic
3º MTV
4° T-Mobile
5° McDonald’s

OS MAIS VICIANTES SONS – GERAL
1° Bebê sorrindo
2° Intel
3º Celular vibrando
4° Barulho do caixa automático
5° National Geographic
6° MTV
7º Toque da T-Mobile
8° McDonald’s
9° Hino dos EUA
10° State Farm

Para quem quiser saber mais sobre o assunto, clique aqui e veja uma apresentação da Millward Brown feita no 1º Fórum Brasil Ibope 2010. Antiga, mas interessante e ainda atual.

Tatiana



Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: