“The Albert”

Como falei aqui há 1 ano atrás, no post A nova Jabulani, finalmente divulgaram o nome da bola que será utilizada nos jogos olímpicos de Londres agora em 2012.

O nome está em referência ao Royal Albert Hall, sala de concertos de Londres, que é sinônimo de “bola” na gíria cockney, um dialeto típico do leste londrino.

bola Londres Olimpíadas 2012 (Foto: Reprodução / Mail Online)

Rodolfo

Eventos Esportivos como ferramenta de Branding

Nos dias de hoje, empresas e marcas se vêem, para sobrevivência e perenidade no mercado, com a necessidade de se aproximar cada vez mais de seu atual e possível consumidor. Assim surgem diversas alternativas para agregar valor às marcas.

Por isso, o trabalho de construção e gerenciamento de uma marca junto ao mercado, e não só consumidores finais, mas como todos seus stakeholders, é primordial.

Partindo da tendência de uma vida mais saudável e a visão sobre a importância da prática de esportes no dia-a-dia aliado às diferentes modalidades e identidades que o esporte possui, os eventos esportivos já são utilizados como ferramentas de branding.

O esporte, além de ser sinônimo de saúde e vitalidade, é também muito passional. No Brasil, sabemos como o futebol pode mover isso, tanto para o bem, quanto para o mal, gerando violência em alguns momentos.

Para atingir seus objetivos, marcas utilizam esportes de diversas modalidades (de acordo com a identidade da marca) e em diversas formas.

Uma forma muito utilizada atualmente são as corridas de rua. Além de marcas esportivas, como Nike, Reebok, Fila, etc. Outras se associam à esses eventos, como Pão de Açucar, que tem como identidade o Viver Feliz, e junta sua marca com esses eventos que transmitem um estilo de vida saudável.

Há diversas maneiras de utilizar esses eventos para fixar uma marca, desde organizar corridas, campeonatos de golfe, tenis, entre outros, como também a associação com equipes e campeonatos, por intermédio de patrocínios e apoios.

Um excelente exemplo disso ocorre na UEFA Champions League, campeonato europeu de futebol interclubes. Essse esporte que move paixões por todo o mundo também pode ser uma das maiores alavancas para muitas marcas. A empresa cervejeira holandesa, Heineken, é a principal patrocinadora do evento e move uma forte campanha com essa associação, não apenas na Europa, como no resto do mundo. A marca tem uma forte identidade masculina, até por ser uma das que possuem sabor mais forte das cervejas produzidas em grande escala, e propõe uma identificação nos moldes a de um torcedor com seu clube de futebol. Onde o consumidor, ou torcedor, defende, as vezes beirando a irracionalidade, sua marca/time. A parceria Heineken/UEFA já dura muitos anos e a tendência é de que esse relacionamento se mantenha.

O mesmo acontece em eventos como Copa do Mundo FIFA e Jogos Olimpicos, onde a diversidade é o tema principal. Marcas com presença mundial, como Coca-Cola, Visa, McDonald’s, entre outras são presenças constantes nesses eventos, tanto pelo conceito, como pelo alto investimento.

Mas não apenas marcas de bens de consumo ou serviço, precisam se associar a eventos esportivos, o próprio evento pode ser uma marca, e em certos casos, extremamente rentável. Além da Copa do Mundo e Jogos Olimpicos, o SuperBowl pode ser considerado um dos maiores eventos do mundo e também uma das marcas mais poderosas. A final da liga de futebol Americano, possui em seus intervalos os segundo mais caros da televisão Americana, e suas cotas de patrocínios são das mais altas do mundo.

Além dessas, uma outra forma de utilizar eventos esportivos, é como ferramenta de relacionamento, com convites para esses eventos, camarotes especiais e diversas outras experiências.

Sendo assim, é possível observar que o esporte e eventos esportivos são utilizados de diversas maneiras para construção e manutenção de uma identidade de marca. Uma das sete arenas da comunicação,  o esporte é importante ferramenta de comunicação de uma marca com toda sua cadeia de relacionamento, e consequentemente, uma poderosa ferramenta de branding. Entretanto, esse segment, deve e sera muito mais aproveitados nos próximos anos, tanto por exemplos de sucesso, como os descritos anteriormente, como pela profissionalização de diversas modalidades.

Rodolfo

A nova Jabulani

Após a famosa e controversa Jabulani, a Adidas está realizando uma ação muito interessante. Os fãs poderão escolher o nome da bola das Olimpíadas de Londres 2012.

Quem quiser tentar a sorte deve entrar no hotsite da ação e além de enviar sua sugestão de nome, fazer um breve cadastro. Isso tudo até 28 de fevereiro.

O vencedor terá uma série de privilégios, além do nome criado falado em todo mundo, ganhará uma das primeiras bolas que serão usadas nas Olimpíadas, um par de ingressos para a final da Champions League em Londres, esse ano e participará do lançamento oficial da bola. Já o design ficará a cargo da Adidas mesmo e será revelado apenas no início de 2012.

 

Rodolfo

Abraços da Heineken

A Heineken, além de ser uma das melhores cervejas, sempre mandou muito bem em suas campanhas.

Agora, um ação extremamente simples, fez a convergência do online com o nosso dia a dia. Pra comemorar o 1 milhão de Likes recebidos no Facebook, a marca fez o seguinte. Contratou um grupo de modelos e as colocaram na noite de Amsterdam para agradecer pessoalmente o fãs de Heineken com um singelo abraço.  Simples e eficaz, ótima ação.

 

Rodolfo

 

 

Faroeste Cabloco 2.0

Quem não conhece a letra de Faroeste Cabloco? E quem não passava tardes decorando a letra interminável da música, ou imaginando os cenários e faces dos personagens?

Sabendo dessa proximidades das pessoas com esta história, a Gávea Filmes inovou no formato de lançamento de um filme. A palavra é engajamento.

Com um canal virtual dentro da seção Yahoo! Entretenimento, os internautas poderão acompanhar as filmagens do filme e interagir com a produção. Há também um concurso cultural no qual os participantes deverão convencer Maria Lúcia a permanecer na festa.

O mercado de entretenimento já é feito de experiências por natureza, e está cada vez mais competitivo. Ganha a atenção do consumidor quem envolvê-lo desde o início na construção da experiência de seu próprio entretenimento!

Vale conferir: http://www.faroestecaboclo.com.br/

Sponsored Stories

Já escrevi anteriormente sobre o Facebook aqui. Falando principalmente como as empresas devem inovar e buscar a interação do usuário. E o Facebook tornou isso mais fácil.

O Sponsored Stories é o novo formato de publicidade da rede social mais querida do mundo.

Menções, check-ins, like, todas essas atividades no podem virar anúncios no seu mural. Ou seja, se você “curtiu” a página de algum produto, pode ser exibibo no seu mural “Zé curte Nike” mais alguma mensagem promocional.

Algumas marcas já aderiram a esse formato, como: Coca-Cola, Anheuser BuschPlayfish, mais ONGs como Malaria No More, Anistia Internacional, Women for Women, Autism Speaks, (RED), Alzheimer’s Association e UNICEF.

E se você não quiser fazer anúncios sem receber nada, não importa. O máximo que consegue é excluir o anúncio depois de divulgado em seu mural. Não há opção de não participar do sponsored stories. Mas o interessante desse formato é o fato de inserir a marca no nosso dia-a-dia. Se você “curtiu” determinada marca, fez check-in em algum lugar, é pq quer mostrar que usa ou gosta de determinado produto ou marca, sendo assim, nada mais justo do que promover isso.

[ATUALIZADO]

Vi hj no Brainstorm que a Nike já começou a utilizar o Sponsored Stories no Brasil.

http://www.brainstorm9.com.br/social-media/nike-estreia-sponsored-stories-do-facebook-no-brasil/

 

Rodolfo

Natal da SpainAir

Ação simples e muito bacana da SpainAir no natal. Vale a lição de que é preciso aproveitar datas e situações ocasionais, para transformá-las em uma experiências inesquecíveis para os consumidores.

Excelente por trazer o inesperado e considerar a situação e expectativa dos consumidores naquele momento. O que seria para eles uma lembrança péssima, transformou-se em algo especial (dentro do possível), e trouxe pontos para a marca.

Tá bem… é claro que o espírito natalino também ajudou. 😉

Tatiana

 



%d blogueiros gostam disto: